Blumar Turismo
BUSCA DE RESERVAS
Organize sua viagem com a Blumar Turismo
Entre em contato por WhatsApp e organize sua viagem com a Blumar Turismo
Agende uma reunião virtual e organize sua viagem com a Blumar Turismo
Reserve seu hotel online
Reserva de passagens aéreas
Reserva de transfers
Reserva de atividades
Busque Cidade ou Hotel
Escolha uma data para sua viagem
Escolha o tipo de habitação
Reserve seu hotel online
Reserva de passagens aéreas
Reserva de transfers
Reserva de atividades
Inspire-se com BARCO TUCANO | Amazonas

BARCO TUCANO | Amazonas

por: Carolina Hue

Hotel Ecológico Superior
Hotel Favorito Blumar
Preço por pessoa por dia a partir de
chegando em 08/06/2021
saindo em 13/06/2021
em quarto
...


Tive o prazer de passar 6 noites a bordo do M/Y Tucano para explorar a incrível floresta amazônica com minha família. Nunca imaginei que esse seria meu tipo perfeito de férias. No entanto, desfrutar da imensidão da Amazônia, nos chamados pulmões da terra, respirando o ar mais puro do planeta, navegando o deslumbrante Rio Negro, vivenciando as noites mais brilhantes e claras já vistas, foram fatores que somados tornaram os dias memoráveis. Não tenho dúvidas de que o conhecimento e as memórias adquiridas durarão uma vida inteira.




Vantagens/desvantagens do local: Há duas formas de explorar a Amazônia brasileira. Você pode ficar em um dos muitos hotéis l de selva disponíveis, ou você pode fazer um cruzeiro como eu fiz nesta maravilhosa viagem a bordo do Barco Tucano. Na minha opinião, a principal vantagem do cruzeiro é que você pode explorar uma área maior do que quando você fica em um dos hotéis da selva. O barco viaja ao longo do rio e todos os dias você acorda e tem a oportunidade de explorar uma região diferente, enquanto nos hotéis de selva, as atividades e passeios são geralmente ao redor da região que a propriedade está localizada. Outra vantagem do Barco é que temos menos incidentes de insetos e anfíbios indesejados nos quartos. Para aqueles que tem um certo pânico (como eu!) de sapos, aranhas e outras espécies, ficar acomodado no Barco é certamente mais seguro para evitar visitas indesejadas, pois afinal, nós estamos no habitat deles.




Por outro lado, nos hotéis de selva você tem mais espaço e conforto em termos de instalações e estrutura. Eles têm piscinas, áreas comuns maiores e mais espaçadas para desvendar e quartos e banheiros maiores. A outra desvantagem do barco é que você está restrito e menos flexível para montar seu roteiro pois temos que sempre respeitar as datas de partida e chegadas dos cruzeiros e qualquer atraso ou mudança e cancelamento de vôo, pode significar “ perder” o cruzeiro, pois uma vez que ele sai de Manaus, não há mais opção de embarque no meio do percurso. Por isso, é sempre recomendável ter uma noite em Manaus antes da data de partida do barco, apenas no caso de ocorrer algum imprevisto com os voos ou bagagem e você precisa de tempo para resolver isso antes de embarcar no cruzeiro.

Como chegar lá: A cidade de Manaus é a principal porta de entrada para explorar a floresta amazônica. O Barco Tucano oferece duas opções de roteiro. Cruzeiro de 6 noites - sai de Manaus na manhã de sábado (em datas pré estabelecidas).
Cruzeiro de 4 noites – sai na tarde de segunda-feira (em datas pré estabelecidas).

Embarcamos para a experiência de 6 noites às 7h no píer do Hotel Tropical Manaus. Devido à partida antecipada, é essencial reservar um lugar para ficar em Manaus na noite anterior. O “pacote” do barco, oferece traslados do Hotel no centro da cidade para o píer. Este é um serviço compartilhado com outros passageiros e eventualmente necessário fazer uma parada adicional em outros hotéis para pegar outros passageiros. O traslado dos hotéis no centro de Manaus ao pier durou cerca de 20 minutos.




Experiência de Check-in: Saímos da van no Cais Tropical e a Equipe do Tucano já estava esperando por nós. As malas foram etiquetadas e transferidas para o barco em uma canoa separada. Éramos um grupo de 9 adultos e 4 crianças (+ os tripulantes) e fomos divididos entre 2 canoas para serem levadas ao Tucano que estava ancorado. Uma vez a bordo, fomos para o deck superior enquanto alguns dos funcionários levavam toda a bagagem para nossas cabines. Nos foi servido um suco natural de maracujá e tivemos o prazer de sermos recebidos por Sr.Mark, dono do Tucano, que nos apresentou aos membros da tripulação e aos demais hóspedes e mostrou a cada família suas respectivas cabines para as próximas 6 noites.

Quando entramos em nossas cabines encontramos uma carta de boas-vindas do Tucano em nossas camas, com um artesanato local para as crianças, uma garrafa de água de alumínio para cada passageiro e chocolates! A carta de boas-vindas, além de informações importantes referente aos horários diários de passeios e refeições, tinha todos os nomes da tripulação, bem como o nome de cada passageiro e número de suas cabines.




Isso foi ótimo para que pudéssemos lembrar os nomes de todos de acordo pois pelos próximos 6 dias iremos conviver muito com aquelas pessoas e nada melhor do que ser tratar e sermos tratados pelos nossos nomes.

Logo após a partida do cruzeiro houve um treinamento de emergência obrigatório para todos os passageiros a bordo. Foi solicitado que todos ficassem em suas cabines até a hora de ouvirmos o alarme. O alarme estava bem alto e em menos de um minuto todos estavam no convés superior prontos para a demonstração de segurança que foi apresentada pelo Capitão.








Cabines


Quantas Cabines; Categorias; Tamanho; Cabine que me hospedei: O Barco Tucano possui um total de 9 cabines; todas com janelas grandes, banheiros privativos com chuveiros e ar-condicionado. As cabines não têm um frigobar ou ventiladores de teto. Os quartos são todos de madeira, com boa luz natural e decorados com fotos de animais amazônicos. A decoração é rústica, regional e confortável.




As Cabines são separadas nas seguintes categorias:

Cabine Amarela:
Há um total de 5 cabines nesta categoria, sendo 2 no convés inferior (cabines 3 e 4), 2 no convés médio (cabines 5 e 6) e 1 no convés superior (cabine 0).

As 4 Cabines Amarelas localizados nos decks inferior e médio são idênticas no seu interior. Com um pequeno espaço de circulação entre as duas camas de solteiro. Entre as camas há uma mesa de cabeceira. As camas de solteiro podem ser transformadas em uma cama queen (estilo cama francesa), mediante solicitação. Todos os lençóis são 500 fios de algodão egípcio.

Mediante solicitação, há também a possibilidade de acomodar 3 pessoas nessas cabines mas não é o ideal. Eles fazem isso colocando uma cama estreita entre as outras duas camas de solteiro, basicamente resultando em uma cama gigante, que vai de uma parede a outra da cabine, sem espaço para circulação entre as camas, saindo dela pela parte da frente apenas. Só recomendo essa configuração no caso de um casal com 1 filho pois realmente o barco não dispõe de cabines conectantes. Para a opção tripla cada viajante paga a tarifa por pessoa da cabine verde.

A única cabine nesta categoria que é diferente das outras é a cabine número 0, localizada no convés superior do barco. A cabine 0 tem uma cama queen-size ao lado de uma cama de solteiro, mas a desvantagem é que ela tem um banheiro muito pequeno. A vantagem dessa cabine é o fato dela ter muito mais privacidade e é muito mais silenciosa do que as outras cabines nos decks inferiores. Além disso, quando você abre a porta da cabine você já está do lado de fora com uma visão de tirar o fôlego, seja no nascer do sol, do rio, do pôr do sol ou do céu completamente iluminado pelas estrelas.




Eu me hospedei na cabine 0 com meu marido e minha filha de 6 anos. As camas eram extremamente confortáveis, mas achei um pouco difícil organizar as coisas no espaço disponível. O banheiro era muito pequeno (e bem menor do que os demais banheiros das cabines amarelas nos decks inferiores), então tivemos que manter todos os nossos produtos de higiene no quarto e havia apenas uma prateleira ao lado da cama, e duas gavetas grandes para nós três. Tirei tudo das malas e coloquei nas gavetas, mantendo as malas vazias debaixo da cama de solteiro, pois só assim conseguimos circular.

No primeiro dia eu confesso que estava estava um pouco confusa, achando tudo apertado demais, mas honestamente depois de apenas 24 horas eu me questionava por que eu tinha levado para um barco tanta roupa desnecessária! Acabei colocando um terço das minhas roupas de volta nas malas vazias para abrir espaço nas gavetas e ficou bem mais fácil os dias seguintes. Eu acho que as mulheres muitas vezes superestimam o que precisam levar para uma viagem! Recomendo que não faça o mesmo, pois o espaço no barco é sempre limitado!




Cabines Verdes: Há um total de 4 nesta categoria. Todas possuem beliches e são significativamente menores que a categoria Amarela. Há duas no nível inferior na frente (cabines 1 e 2) e 2 no convés médio na parte de trás (cabines 7 e 8). Os banheiros são tão espaçosos quanto as cabines da categoria Amarela nos decks inferior e médio.

Cabines azuis: Essas cabines são as mesmos que as verdes, mas ela é chamada de Azul quando é ocupada por apenas uma pessoa (Single). Nesse caso, eles adaptam a cabine verde tirando a cama superior do beliche.

Cabines mais Barulhentas: Cabines 3 e 4 – ( categoria Amarela no convés inferior). Além do fato do barulho do motor ser mais alto no convés inferior, essas duas cabines estão mais próximas da entrada principal do barco, onde estão as escadas e logo abaixo do restaurante. Embora haja uma porta separando o hall de entrada principal do corredor da cabine, você ainda pode ouvir barulho e conversas vindas do corredor principal enquanto as pessoas esperam para embarcar nas canoas para excursões. As excursões começam cedo ( 6am) e caso você não deseje participar dessa saída matinal todos os dias, o barulho pode atrapalhar o sono, pois há um movimento de pessoas muito próximo a essas cabines.

Notas gerais sobre as cabines: Cada cama tem 2 travesseiros por pessoa e toda a roupa de cama é de 500 fios de algodão egípcio. As toalhas e edredons são brancos de boa qualidade e personalizados para o Tucano. Amenities do banheiro, como xampu, condicionador e sabonete eram todas L' Occitane. Há um colete salva-vidas para cada pessoa na nas cabines.

Capacidade máxima para famílias em mesma cabine: A capacidade máxima é de 3 pessoas em uma cabine, e isso só está disponível na categoria Amarela. Não existem quartos conectantes.




Banheiro das cabines: Todos os banheiros são de um tamanho muito bom, considerando que você está em um barco. Há espaço suficiente acima da pia para produtos de higiene pessoal e um lugar para pendurar toalhas. O barco possui dois sistemas de água completamente separados, garantindo que mesmo quando não há geradores funcionando, as pias, banheiros e chuveiros ainda funcionam.

É importante notar que o barco não aquece a água para os chuveiros 24 horas por dia. Em vez disso, eles têm aquecedores de água 'sob demanda' instalados em cada banheiro, bem como um sistema auxiliar de água que usa o aquecimento solar.

Toda a água nos banheiros vem do próprio Rio Negro, e assim você não deve beber devido ao alto volume de minerais. É altamente recomendável escovar os dentes com água mineral. Isso parecia um pouco incômodo no início, mas depois do segundo dia até as crianças estavam acostumadas!

A única cabine com banheiro muito pequeno é a cabine 0.




Os Decks:

O convés superior do barco é onde está localizado o Solarium a cabine 0, Casa do Leme e a Cabine do Capitão. Este também é o melhor lugar para estar enquanto o barco está navegando ou ancorado. Seja lendo um livro, curtindo o sol, desfrutando de um cerveja ou vinho enquanto admira o céu estrelado ou para avistar os inúmeros botos cor-de-rosa, que fazem um show diário em alguns momentos ao longo do dia!! Sentar na frente do barco enquanto ele cruza no pôr do sol também era sublime!
No segundo nível do navio, fica o Salão do restaurante na parte da frente e quatro cabines na parte de trás. Este deck é mais silencioso que o nível inferior.
No nível inferior do barco há o hall de entrada principal e a escada para os níveis superiores. Recomenda-se tomar cuidado extra subindo ou descendo as escadas. O corredor que vai em direção à frente do barco é onde estão localizadas as 4 cabines desse deck. Na parte traseira desse deck fica localizado a cozinha, toda tripulação e áreas de serviço.




Limpeza e Manutenção: A limpeza e manutenção do barco estão entre os destaques. O Tucano não trata-se de um barco novo. Ele foi construído há quase 2 décadas e mas é impressionante como é bem mantido. Ele já passou por algumas reformas ao longo desse tempo. Há um engenheiro a bordo que está sempre pronto para resolver qualquer problema de forma rápida e eficiente. Problemas técnicos podem ocorrer durante a viagem e isso é esperado, mas durante nosso cruzeiro 100% dos problemas foram rapidamente resolvidos. Todas as manhãs, quando voltamos das excursões e antes do café da manhã, as cabines já estavam limpas e refrescadas. Depois de cada excursão era solicitado a todos passageiros para deixar nossos sapatos no hall de entrada principal para que eles pudessem ser limpos pela tripulação e depois devolvidos para nós mais tarde no dia.

Wi-fi: Muito importante ressaltar que o barco não possui Wi-Fi. Embora a falta de acesso à internet possa parecer um problema inicialmente para algumas pessoas, eu honestamente acho que esse foi um dos fatores que fizeram a diferença nessa experiência. Hoje em dia, aproveitar a oportunidade para se desconectar do mundo e viver apenas o agora é uma das melhores coisas que podemos fazer por nós mesmos e especialmente quando estamos ao lado de nossa família. Se permitir desconectar é um luxo. Os momentos são 100% aproveitados sem interferências externas e foi realmente notório e muito especial ver que apenas por não ter acesso à internet e notícias de todo o mundo, os dias ficaram mais longos, aprendemos demais, nos aproximamos muito, contamos histórias, ouvimos outras, fizemos novos amigos.

Acessível para cadeira de rodas: O barco não é acessível para cadeirantes.




Outras observações: Eletricidade a bordo do M/Y Tucano: O sistema elétrico do barco é de 110 volts. Passageiros provenientes de estados que usam um sistema de 220 volts podem precisar trazer um transformador para alguns aparelhos elétricos. As tomadas de parede são do tipo mais comum nos Estados Unidos e têm dois pinos paralelos verticais planos. Os viajantes brasileiros precisarão de um adaptador, caso seu eletrônico tenha os 3 pinos redondos. Pela manhã e por um curto período de tempo à tarde, os geradores e motores são desligados para tornar a viagem mais sustentável. Isso também nos permite apreciar melhor os sons naturais da floresta.


Áreas Comuns


Restaurante/ bar: O restaurante fica no convés médio do barco e oferece lindas vistas do rio. Havia 4 mesas redondas que geralmente sentavam até 4 pessoas cada. Muitas vezes sentávamos no restaurante por mais uma hora depois do almoço, apenas conversando com outros passageiros e guias.




Há também uma pequena biblioteca nesta área. Café da manhã, almoço e jantar são todos servidos no restaurante. Café e chá estão disponíveis durante todo o dia quando as refeições não estão sendo servidas, juntamente com uma seleção de bolo, biscoitos, bananas e maçãs.




O barco oferece nos deck inferior e no Restaurante filtro de água mineral, para abastecimento das suas garrafinhas pessoais. Durante a viagem, refrigerantes, cerveja local e vinho também estão disponíveis em uma geladeira self-service, a um custo adicional. Há uma prancheta com uma "Lista de Bebidas" onde os hóspedes anotam o que consumiram, e no final do cruzeiro os guias receberão o pagamento por quaisquer bebidas extras consumidas. É importante mencionar que os cartões de crédito não são aceitos no Barco Tucano.


Alimentos e bebidas






Quais refeições estão incluídas na tarifa: Café da manhã, almoço e jantar estão todos incluídos na diária por pax. Na hora da refeição, a água e suco de frutas estavam sempre incluídos. Após as excursões da tarde, também havia diariamente aperitivos no deck superior com sucos de frutas frescas, geralmente cerca de uma hora antes da hora do jantar. Todos os dias algo diferente era oferecido durante esse 'Happy Hour' e sempre foi uma maneira saborosa de começar a noite. As opções servidas variaram de Bruschettas, batatas fritas, mix de nuts, azeitonas, frios, dadinhos de tapioca e iscas de peixe, entre outras coisas.




Tipo de restaurante / Qualidade alimentar: Todas as refeições são estilo buffet/self-service. A comida a bordo era absolutamente deliciosa e havia uma boa variedade. Depois do primeiro dia, o chef gentilmente perguntou às crianças o que elas mais gostavam de comer e surpreendeu eles todos os dias com os pratos favoritos! Fiquei muito comovida com o esforço que ela fez em cada refeição para vê-los felizes. Para as principais refeições, um peixe local sempre foi servido no almoço e jantar, juntamente com um prato de carne ou frango. Havia sempre uma opção vegetariana disponível também. Ao longo das 6 noites a bordo tivemos a oportunidade de experimentar inúmeros tipos de suco de frutas e sorvetes de sabores exóticos e típicos da amazônia.

A última noite a bordo foi muito especial. Começamos a noite com aperitivos, Caipirinhas (preparados pelo nosso querido guia, Alex) e música ao vivo no deck superior. Nesse momento já estávamos perto de Manaus e a noite estava clara e absolutamente deslumbrante! Fomos convidados para descer para o restaurante , na hora do jantar e quando entramos no salão este estava especialmente decorado para nosso jantar de despedida. Uma garrafa de vinho para cada cabine tinha sido colocada no centro das mesas como um presente de despedida. A comida era, como sempre, incrivelmente saborosa e depois de comermos sobremesa toda a equipe entrou e veio nos agradecer pela viagem. Foi emocionante e uma despedida muito simpática, preparada com muito carinho pela Tripulação.






O que levar nas malas

Já comentei acima que para uma viagem dessa antes de mais nada temos que levar o essencial. Nem mais nem menos. Itens que não se pode deixar de fora primeiramente é o seu par de Binóculos e uma boa Câmera. Lanterna, garrafinha de água leve de preferência com uma alça de ombro.

Para embarcar nessa aventura, você precisa ter em mente que shorts e camisetas são o que você usa na maioria das vezes. Não há sequer alguma loja no meio do caminho onde você possa encontrar algum artigo esquecido. Então ao fazer as malas, devemos ser muito cautelosos e ter um check list.

Itens pessoais:
Todos os produtos de higiene necessários.
Óculos de prescrição / lentes de contato e solução
Qualquer medicamento prescrito
Outros medicamentos favoritos para dores e alergias.
Band-Aids
Repelente
Protetor solar
Livros (relaxar no decks superior com um livro é simplesmente sublime)
Canetas e papel – muitas pessoas passavam o tempo desenhando, escrevendo diários e jogando, assim como nos velhos tempos sem tecnologia moderna!

Roupas:
Chapéu, boné, viseiras.
Camisetas: É recomendável levar uma blusa de manga comprida para as caminhadas na floresta – que são parte do programa diariamente. O resto das atividades podem ser feitas de manga curta, preferencialmente UV pois a exposição ao sol é durante todo o dia. Recomenda-se uma ou 2 por dia.
Calças compridas para caminhadas na selva. Importante levar calças que tapem o tornozelo.
Shorts: Pelo menos 3. A maior parte do tempo usamos shorts. Roupa de banho para nadar no Rio Negro. Dependendo da época do ano tem mais ou menos paradas para banho pois depende do nível do rio para permitir a formação das “ praias”.
Jaqueta leve: A noite a temperatura cai.
Chinelos: Para usar a bordo ou quando na praia
Botas ou tênis de alta qualidade: Alguns passageiros optaram por trazer um segundo par de tênis no caso de um molhar ter para reposição.
Meias finas.
Um poncho leve com capuz.

Quem deve vir aqui, Por quanto tempo: Quando planejei essa viagem para minha família, tenho que admitir que não tinha certeza se eles iriam gostar da experiência. Sem TV, sem internet, crianças correndo por aí e presas em um barco por 6 dias em altas temperaturas... parecia que nada estava a meu favor. Quando a GOL mudou meus vôos eu realmente tive a oportunidade de obter um reembolso total das minhas passagens, e eu honestamente pensei que poderia ser um sinal de que eu deveria cancelar tudo e mudar os planos de férias. No entanto, eu realmente fiquei muito feliz de seguir com o plano inicial e ter encarado essa aventura. A Amazônia a bordo do Tucano, foi surpreendente.




O passeio de barco é recomendado para todas as idades desde que você tenha boa mobilidade. Crianças a partir de 6 anos acredito que curtem mais. O cruzeiro é bastante ativo e passamos a maior parte de cada dia explorando a floresta em caminhadas ou em pequenos barcos a motor. Saímos para excursões diárias entre 3 e 4 vezes por dia. Embora todas as excursões estejam incluídas no pacote, foi comum ver alguns hóspedes optarem por ficar no barco durante uma ou outra atividade, para dormir um pouco mais, tomar sol ou apenas relaxar no deck superior.

Um Resumo das Experiências durante a 1 semana na Amazônia: Voamos do Rio para Manaus e apesar de termos comprado um voo direto, a GOL mudou nossos voos 2 meses antes e as melhores opções que ofereciam tinham uma conexão em Brasília. Chegamos em Manaus às 23h e nesta época do ano, eles estão 1h atrás do Rio. Então já era meia-noite para nós. O Aeroporto de Manaus é internacional e conta com algumas opções de comida e bebida, além de uma pequena área de compras. É altamente recomendável sacar dinheiro no aeroporto e embarcar com espécie pois o Barco não aceita cartão de crédito. Isso foi bastante incomum para os dias modernos!

A Tripulação do Tucano estava a postos nos esperando na área de desembarque e nos transferiram para o Hotel Villa Amazônia para algumas horas de sono, já que nossa partida no dia seguinte estava marcada para às 6h15.




O hotel foi muito gentil em preparar uma lancheira na nossa partida, pois o café da manhã só abriu às 6:30 da manhã, e nós perdemos isso. O Translado de ônibus do hotel em Manaus para o Pier, parou em 2 hotéis diferentes antes de chegarmos ao píer do Hotel Tropical Manaus para embarcar no barco Tucano.

Pequenas lanchas nos levaram do píer para a embarcação.

Nossa bagagem foi etiquetada antes de partirmos do píer e foi levada em uma canoa separada para o barco e deixada para nós em nossas cabines.
Uma vez a bordo, fomos para o convés superior onde fomos apresentados aos membros da tripulação e os guias e fomos designados para nossas cabines.

Quando entramos em nossas cabines encontramos uma carta de boas-vindas do Tucano em nossas camas, com um presente de madeira para as crianças, uma garrafa de água de alumínio para cada passageiro e chocolates! A carta de boas-vindas, além de informações importantes com horários dos passeios diários e refeições, tinha os nomes de todos os membros da tripulação, bem como o nome de cada passageiro a bordo e seu número de cabine.




Durante os primeiros dias eu me peguei checando essa carta de boas-vindas para memorizar o nome das pessoas – então eu achei isso muito útil!

Logo após a partida do cruzeiro houve uma manifestação de emergência obrigatória para todos os passageiros a bordo no deck superior.

Depois que fizemos essas boas-vindas iniciais, era hora do nosso café da manhã completo!

Um café da manhã, estilo buffet tinha sido preparado para nós delicioso. Eram 3 tipos de frutas, pão, tapiocas, bolo, geléia, presunto, queijo, cereal e iogurte.

Após as refeições havia sempre no restaurante, disponível uma estação de café e chá, bem como potes de biscoito e um bolo. Frutas também estavam a disposição em caso de fome fora dos horários agendados.

Quando partimos de Manaus e começamos a subir o Rio Negro, começamos a sentir a profunda conexão com a poderosa floresta amazônica. O primeiro sinal de que adentravam a imensidão da floresta foi quando perdemos a conectividade dos celulares – isso se deu um pouco antes do meio-dia e não voltou durante todo nosso cruzeiro!

Não tivemos acesso a e-mails, WhatsApp ou redes sociais. Nossas únicas conexões eram entre si, os novos amigos que fizemos a bordo e o ambiente natural.




Embora as crianças sejam muito bem-vindas barco, geralmente não é tão comum tê-las a bordo. Nosso grupo era composto por 9 adultos e 4 crianças. Eu acho que a tripulação estava realmente entusiasmada com isso e não mediram esforços para agradar as crianças e despertar sua atenção. Verdadeiros professores.

Tenho que dizer que embora estivéssemos tentando manter as crianças sob controle, elas têm muita energia e às vezes eu senti que elas poderiam estar perturbando outros passageiros estrangeiros, normalmente mais reservados que os Brasileiros. Isso foi principalmente entre o almoço e a atividade da tarde quando era dado um tempo a todos para um descanso ou uma soneca mas a bateria das crianças era “ non stop” e eles não tiraram nenhum dia a famosa soneca da tarde!

Viajamos ao longo do rio Negro e pouco antes das 15h ancoramos e partimos do barco em pequenas canoas para observar a vida selvagem local. As crianças estavam muito entusiasmadas com tudo e queriam participar e até ajudar a tripulação a ancorar o barco!




Cada excursão geralmente levava entre uma hora e 30 minutos à 2 horas.

Voltamos para o barco e desfrutamos de alguns aperitivos deck superior contemplando o primeiro pôr do sol inesquecível.

O jantar foi servido em estilo buffet, self service. E após a refeição os guias fizeram uma demonstração de frutas amazônicas com degustação.

Seguimos para nossa cabine para a melhor qualidade de sono que eu tive nos últimos anos!!

Os dias seguintes a bordo correram praticamente de acordo com o cronograma abaixo. Isso, é claro, pode variar dependendo do nível da água e das condições climáticas de cada partida.

5:30 da manhã – Éramos despertados pelo nosso guia que batia na nossa porta.

6h - Encontro no Restaurante
Havia café, um bolo fresco e frutas disponíveis no restaurante para nos dar um pouco de energia (e cafeína!) para acordar.




6:10am - Saída para os passeios matinais. Opção de de passeio de Lancha ou Caiaque, para um passeio de 2 horas pela manhã para avistar animais e ouvir o som da floresta acordando.

Todas as manhãs todos os passageiros são divididos em 2 grupos diferentes e as pessoas podem escolher se fazem o passeio matinal em caiaques individuais (há 5 disponíveis) ou nas canoas motorizadas maiores (até 10 pessoas em cada). Nas canoas maiores, os motores elétricos são usados, pois isso reduz o barulho e nos ajudam a apreciar o som da floresta e avistarmos a vida animal.




O caiaque é apenas para adultos e você deve ter um nível médio de condicionamento para vivenciar essa experiência, já que seus braços provavelmente ficam bastante cansados depois da primeira hora. Coletes salva-vidas devem ser usados o tempo todo. Na minha opinião, essa atividade não deve ser perdida. É na hora mais tranquila do dia e é só você e as poucas pessoas do grupo sem outro som além do que está vindo da imensa floresta ao seu redor. Uma experiência única.




8:00 - Café da manhã

Após a atividade matinal voltamos ao barco bem a tempo do delicioso café da manhã. Para quem é aventureiro quando se trata de experimentar comida nova, todos os dias na hora da refeição você pode experimentar um suco diferente feito de frutas regionais. Mesmo sendo brasileira e amante de frutas tenho que confessar que metade das frutas apresentadas a bordo nunca havia experimentado. Algumas eram deliciosas (outras nem tanto) mas ainda assim era muito interessante aprender sobre os benefícios para a saúde dessas frutas locais únicas.

9:00 às 10:00 – livre.




10:00 - Caminhada da Selva- saímos do Tucano em pequenas canoas e navegávamos por alguns minutos até chegar na área da floresta a ser explorada. Para todos os passeios florestais, os guias dividem todos em dois grupos - um grupo será um pouco mais rápido que o outro, permitindo que os hóspedes que gostariam de uma viagem mais tranquila para ir em um ritmo apropriado para eles. Um bom nível de saúde e condicionamento físico é necessário para participar dessas caminhadas. Embora a viagem não inclua nenhuma caminhada de resistência, os participantes devem se sentir confortáveis caminhando em um ritmo de lazer por 1 a 2 horas de cada vez sob forte calor e umidade.




Dependendo do dia e da região a caminhada leva você a fazer atividades envolvendo curiosidades da fauna e flora local, pintura facial com plantas locais, visita às antigas ruínas do Velho Airão, ou simplesmente desfrutar das praias de rio, formadas em alguns período do ano com a baixa do volume das águas.




Depois de cada excursão na selva, éramos recebidos pela tripulação com toalhas frias frescas para nos refrescarmos. Recomenda-se usar botas, calças e uma camisa de manga comprida nos passeios pela selva, a fim de evitar ser mordido por insetos. Por isso que considero realmente 2h de atividade como tempo máximo pois caso contrário o calor começa a incomodar e causar um mal-estar.




12:00 – Retorno ao barco

12h30 – Almoço buffet.

O barco viaja ao longo do rio após o almoço e é um ótimo momento para tirar uma soneca da tarde ou aproveitar o deck superior com a oportunidade de ver o show dos botos cor-de-rosa seguindo o barco!




16:00 – Passeio à tarde

Atividade diferente a cada dia, opções variam de caminhada na selva, pesca, experiência de sobrevivência na selva ou visita para interagir com vilas ribeirinhas com oportunidade de comprar artesanato local. É importante ter moeda local em pequena denominação, pois nem sempre eles terão troco.




18:00 – Retorno ao barco, Happy Hour com aperitivos no deck superior e hora banho.

19:00 – Jantar

20:00 – Atividade Noturna (1ª noite da viagem fizemos uma demonstração/degustação de frutas de frutas, depois fizemos passeios noturnos em canoas por 3 noites, 1 noite enquanto navegamos fizemos artesanato e na última noite a bordo tivemos um coquetel de despedida com música ao vivo e jantar especial.

O passeio noturno para observar a floresta à noite também é em canoas motorizadas. Este passeio dura 1h a 1h30 minutos e há uma grande oportunidade de ver jacarés, pássaros noturnos, bicho preguiças, sapos, aranhas, cobras.




Melhor período para Visitar a Amazônia: A Amazônia é linda em qualquer estação, mas o cronograma de atividades pode ser bem diferente dependendo do nível de água dos rios. As chuvas são mais pesadas entre os meses de Abril e Junho e por isso não considero este o melhor período para visita a região. De Julho a Novembro, os níveis do rio começam a cair, ficando cerca de 5cm mais baixos a cada dia. É comum ver o nível da água marcado nas árvores.

Minha experiência foi no final do mês de Julho e não tivemos sequer um dia de chuva. As temperaturas e umidade estavam altas mas as noites lindíssimas e dias também. No entanto, só tivemos um dia de praia, pois o nível do Rio ainda estava muito alto e assim muitas praias ainda estavam submersas.

A experiência de nadar no Rio negro foi um dos pontos altos da viagem e para isso a melhor época seria de Outubro a Janeiro pois há mais paradas ao longo do programa para nadar e se refrescar. Resta ressaltar que o barco não tem piscina e nem um chuveiro no deck Superior para se refrescar então isso foi algo que fez bastante falta. Na estação chuvosa de Dezembro a Junho, os níveis de água aumentam gradualmente e a floresta inundada pode ser explorada por canoa.




O que eu gostei ou não gostei dessa experiência: Toda a tripulação foi extremamente amigável, paciente e gentil conosco e com as crianças. Não só nos passeios, mas também durante o tempo livre que tivemos no barco.

Havia um quadro branco onde os guias anotavam todos os animais avistados durante os passeios e as crianças muitas vezes atraem animais e faziam anotações com a ajuda dos funcionários. Gostaria de mencionar que os convidados não devem esperar ver um grande número de animais. A Amazônia tem a maior coleção de vida do mundo, e por isso, compreensivelmente, muitos turistas esperam ver muito. No entanto, deve-se ter em mente que, embora a Amazônia possa ser rica em diversidade, ela tem uma densidade bastante baixa. Avistamos muitos tipos diferentes de animais, mas não vimos muitas quantidades de cada.




À noite, nossos guias Edi e Alex sempre demonstraram muita proatividade e disposição para entreter as crianças. Cada dia eles inventam uma nova atividade, seja um estudo sobre o sistema solar, analisando e demonstrando as estrelas e Júpiter no lindo céu que presenciamos todas as noites, ou ensinando-os a fazer artesanato local e contando-lhes histórias amazônicas.

Em uma das caminhadas da selva à tarde nosso guia Alex teve a ideia de mostrar às crianças como construir armadilhas florestais e fazer um arco e flecha dos galhos das árvores. As crianças adoravam essas lições de sobrevivência na selva.




Experiência na praia: Este foi sem dúvida um dos meus dias favoritos de toda a viagem. Como os níveis de água ainda estão altos em julho não há muitas praias fluviais para ir nesta época do ano, e por isso só tivemos a chance de nadar no último dia do cruzeiro. Passamos a manhã inteira curtindo as águas maravilhosas do Rio Negro e jogando futebol na areia! Todos nós nos divertimos demais e estávamos muito orgulhosos da nossa coragem de nadar nas águas negras do Rio Negro!




Esta foi realmente uma viagem inesquecível... uma dessas experiências que eu recomendo e encorajo a todos para que façam pelo menos uma vez na vida. Deixar para trás o stress dos grandes centros urbanos, a correria do dia a dia e viver a natureza na sua essência é uma benção. Sinto-me abençoada por ter tido tempo com minha família para compartilhar essa oportunidade única e enriquecedora. É impossível explorar a Amazônia sem ter que lidar com algumas situações desconfortáveis. O calor pode ser bastante intenso às vezes e viajar com crianças também requer uma dose extra de paciência. Imprevistos acontecem, é claro, com os quais temos que saber lidar e administrar. No entanto, viver uma vida mais simples, sem grandes luxos e estar imerso na floresta longe de qualquer sinal de civilização foi uma experiência enriquecedora e inesquecível. No final da viagem eu senti como se tivesse entendido o que realmente precisamos da vida. Incrível como as coisas que mais importam vem da natureza e a necessidade de cuidarmos e preservarmos. Eu respirei o ar mais puro do mundo e vi as noites mais claras com apenas a luz das estrelas e da lua, e aproveitei cada momento de cada dia do nascer ao pôr do sol. Se houver uma última coisa que eu possa dizer para encorajá-lo a essa aventura: " Esteja aberto a esta experiência e você será recompensado com conhecimento e memórias para durar uma vida inteira.




Preço por pessoa por dia a partir de
chegando em 08/06/2021
saindo em 13/06/2021
em quarto
...
Conheça detalhes sobre os diversos biomas que existem no Brasil.

OBRIGADO
PELA VISITA
À BLUMAR
TURISMO.

Ficaríamos gratos se nos
avaliasse no Tripadvisor.

É o maior site do mundo,
ajudando milhões de visitantes
todos os meses a planejar a viagem ideal.
Blog Blumar Turismo
Blog Blumar Turismo
Blumar Brasil - Rua Siqueira Campos 43 - cob 02 | Copacabana | Rio de Janeiro | Brasil | 22031-901 | Tel: 55 21 3216-9201
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
 
Parceiros Blumar - Turismo Responsável
Parceiros Blumar - Circuito Elegante
Parceiros Blumar
Parceiros Blumar
Quando você navega pelo nosso site, utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade, recomendar conteúdo de seu interesse, entre outras funcionalidades. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça melhor essas e outras informações acessando e aceitando a nossa Política de Privacidade.